Ministério da Saúde lança campanha do SUS para moradores de rua

19/08/2015 – O Globo Online

 

Estimativa do governo é de que 50 mil adultos sejam moradores de rua

Publicidade

BRASÍLIA – O Ministério da Saúde lançou nesta quarta-feira campanha com o objetivo de garantir aos moradores de rua o acesso ao Sistema Único de Saúde (SUS). Para isso, foram produzidos vídeos, cartazes e folhetos voltados aos profissionais de saúde e movimentos sociais ligados à população sem teto. As redes sociais também serão usadas na campanha, que foi elaborada em parceria com o Ministério do Desenvolvimento Social (MDS) e a Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República (SDH). Segundo o Ministério da Saúde, moradores de rua colaboraram com a campanha, aproximando-a da sua realidade.

O ministério criou em 2011 o “Consultório na Rua”, voltado à população sem teto. Ao todo, a ação conta com 144 equipes, formadas por profissionais da saúde e da educação, que atuam em 83 municípios. Também em 2011, foi aprovada uma portaria dispensando a obrigatoriedade de apresentação de comprovante de endereço para a aquisição do cartão SUS.

– Jamais pode haver preconceito ou qualquer tipo de discriminação – disse o ministro da SaúdeArthur Chioro.

A estimativa do governo é de que 50 mil adultos sejam moradores de rua. Pesquisa feita em 2008 pelo MDS mostrou que 18,4% dos entrevistados já tinham sido impedidos de receber atendimento na rede de saúde. Ao todo, 29,7% afirmaram ter algum problema de saúde e 18,7% tomavam algum remédio. Os motivos mais frequentes que os levaram a sair de casa foram:alcoolismo ou drogas (35,5%), desemprego (29,8%) e conflitos familiares (29,1%). A maioria é homem (82%) e da cor negra (67%).

Uma pesquisa de 2010 da SDH e do Instituto de Desenvolvimento Sustentável identificou 23.973 crianças e adolescentes em situação de rua em 75 das maiores cidades brasileiras, sendo que a maioria – 71,8% – é de meninos.

Nesta quarta-feira, 19 de agosto, é celebrado o Dia Nacional de Luta da População em Situação de Rua.

FacebookTwitterGoogle+